Vida de Mulher

Linda, Saudável e Poderosa

 

Gravidez Semana a Semana


Grávida por 39 semanas
(contando do primeiro dia do último periodo menstrual)

Imagem 3D

Sua Gravidez: 39ª semana de gravidez

À medida que o dia do parto, estipualdo por seu médico, se aproxima você provavelmente não desgruda do calendário. Mas, tendo em vista que menos de 10% das mulheres têm o bebê no dia determinado, as chances são que o seu bebê vai lhe pegar de surpresa. Quando ele resolver nascer, é porque é a hora certa, então não fique desapontada se ele não nascer no dia estipulado.

Seu corpo

Vá para a maternidade se você achar que está em trabalho de parto (ainda que não esteja no final!). É melhor fazer alguns testes do que ter o seu bebê num posto de gasolina da cidade. Se você estiver em trabalho de parto, mas ainda não começou, a maternidade pode mandá-la de volta para casa, o que pode ser um pouco frustrante. Mas coinfie em nós, você preferiria estar no conforto de sua casa do que pressa numa cama da maternidade pelas próximas 12 horas esperando a dilatação aumentar de 1 centímetro para 2.

Embora não haja nada falso na dor que acompanha o falso trabalho de parto, ele é um alarme falso pois não dilata o cérvix como o verdadeiro faz. E como tentar passar uma laranja num buraco do tamanho de uma cereja! Basicamente, o alarme  falso lhe traz toda a dor  e nenhum avanço. Legal, né? 

Uma maneira de identificar o alarme falso é começar a cronometrar suas contrações. As verdadeiras contrações do parto são regulares e se aproximam progressivamente. Elas doem mais à medida que ficam mais próximas. Já as contrações do alarme falso são irregulares e variam de uma para outra no quesito dor.

O alarme falso é mais comum em segundas e subsequentes gestações do que nas primeiras.

Seu bebê

Uma reclamação desconfortável no final da gravidez são os soluços frequentes. Não, não para você; mas para seu bebê. Já que não há ar em volta dele, quando ele pratica a respiração, pode acontecer que o fluído amniótico chegue à traquéia dele, resultando nestas pancadinhas espaçadas que fazem você pensar que está carregando um coelhinho saltitante em sua barriga.

Outros destaques desta semana:

O lanugo  (uma palavra exótica para cabelo suave, aveludado) que cobria o corpo de seu bebê em sua maioria desapareceu, mas você poderá encontrar alguma parte restante nos ombros, testa e pescoço. Não pire pensando que deu à luz a um macaco (ou ao Toni Ramos Jr.): vai cair logo!

A cor da pele do seu bebê está mudando. Estas mudanças ocorrem devido a quantidade de gordura que ele está ganhando. A placenta está cedendo ao seu bebê anticorpos que vão mantê-lo forte e saudável após o nascimento. 

Neste ponto do campeonato, seu bebê mede mais ou menos 52 centímetros e pesa de 3 a 3,5 kg. É mais ou menos o tamanho de um coelho adulto. "O que há, velhinho?"

Sua vida

Após a primeira contração (depois que você se recompor), há provavelmente algumas pessoas que você gostaria de alertar. Por exemplo, aquelas que estarão com você na sala de parto.

Tenha um plano em mente para o time de contato (mamãe, vovó, irmã, sogra, cinegrafista, etc. Quando o trabalho de parto começar, diga para seu marido ligar para todos os números da lista "Socorro! Estou em trabalho de parto!"

Tecnicamente você tem mais uma semana de gestação. Creio que você já está sentindo a pressão que envolve este momento. Então, ponha  seus pés para cima, tire a carga de suas costas (e é uma grande carga, sejamos honestos) e  coloque seu DVD favorito e tente pensar em algo além do seu bebê e do momento quando finalmente ele aparecerá.

O que você está pensando...

"Vamos lá! Seu quartinho está pronto, suas roupinhas lavadas, seu bercinho montado, pode nascer! Além do mais, vovô, vovó, titio, titia, até mesmo o patrão da mamãe, todo mundo não vê

Faz bem comer...

Berinjela. Dizem que sanduíches de berinjela grelhada são muito saborosos. (Não sei porque, mas não me deu água na boca ao imaginar um sanduíche de beringela grelhada)

É bom saber...

As futuras mamães podem deixar de ter remorsos quando não conseguem resistir aos doces. Segundo um estudo finlandês, afinal, comer chocolate faz bem ao bebê.
Cientistas da Universidade de Helsínquia, acompanharam 300 grávidas durante a gestação. Ao longo dos nove messes, os investigadores registaram o consumo de chocolate, bem como o grau de estresse. Os resultados demonstraram que a ingestão de um pedacinho de chocolate (leia bem, PEDACINHO) diariamente teve um impacto positivo no comportamento do bebê.
Seis meses depois do nascimento dos bebés, as mães que comeram chocolate durante a gravidez ainda apresentavam reações mais positivas, como rir e divertir-se com os seus filhos.
«Os bebés de mães estreitadas que consumiram chocolate com frequência mostraram menos medo perante situações novas que as restantes mulheres que se abstiveram de comer chocolate», assinala o estudo publicado  na revista New Scientist.
No entanto, Katri Raikkanen e a sua equipe admitem falta de provas científicas de que o consumo de chocolate seja o único fator relacionado com a acalmia do comportamento dos bebês. Mas, os cientistas especulam que os efeitos observados posam ser o resultado do efeito dos químicos presentes no chocolate e vinculados ao bom humor que são transferidos ao feto dentro do útero.

Só não vá exagerar e colocar a culpa em nós!

Futuro papai

É interessante o marido, sempre que possível, acompanhar o trabalho de parto da mulher e, também, estar presente por ocasião do nascimento do bebê, quer seja parto normal, quer seja cesárea, pois, assim, irá valorizar e enaltecer o desempenho e tudo o que a mulher passou no transcorrer da gravidez e da maternidade. O marido deve, junto com todos os familiares, criar um ambiente calmo, alegre, receptivo e extremamente voltado a todo o apoio e segurança à grávida.

Grávida por 39 semanas
(contando do primeiro dia do último periodo menstrual)

Assine o informativo

Informativo bi-semanal dos novos artigos do site
captcha