Vida de Mulher

Linda, Saudável e Poderosa

 

Gravidez Semana a Semana


Grávida por 21 semanas
(contando do primeiro dia do último periodo menstrual)

Imagem 3D

Sua Gravidez: 21ª semana de gravidez

Vinte e um é um número mágico. Isso significa independência.  Em termos de gravidez, isso significa que você passou da metade e restam apenas 19 semanas! 

Seu corpo

Você sabia que o crescimento da sua barriga é diretamente proporcional a seu apetite sexual? Em outras palavras, quanto maior você ficar, mais seu apetite crescerá. Essa é uma maneira doce de dizer que no segundo trimestre, os hormônios podem transformá-la em uma.... taradinha! Finalmente, um benefício físico que o seu marido poderá apreciar.

Desde que sua gravidez esteja indo bem, "fazer amor" é perfeitamente seguro e saudável. Nesse caso, ter relações sexuais é perfeitamente normal, até mesmo no terceiro trimestre. Houve uma época em que você deve ter tentado diferentes posições sexuais, o tempo todo. Agora que sua barriga está crescendo é a hora de o casal ser criativo.

O sexo durante a gravidez pode trazer surpresas; não são raros os casos de mulheres que tiveram o primeiro orgasmo durante a gestação. Além disso, o sexo exercita os músculos pélvicos, mantendo-os firmes e flexíveis para o parto. Mas, se por algum motivo seu médico recomendar abstinência, você e seu marido devem continuar trocando carícias, preservando assim, a intimidade sexual do casal.

No último mês, os obstetras oferecem orientações contraditórias. Alguns recomendam abstinência até o final da gravidez; outros apenas na última semana. Concordam com a abstinência se existir algum risco obstétrico. Alguns recomendam sexo até o final mesmo, evitando-se ansiedades sexuais por parte da mulher.

Seu bebê

As chances são boas de você sentir que alguém está realizando acrobacias no seu útero. Existe algum outro sentimento tão legal quanto este? Outros destaques desta semana:

  • Agora o bebê já tem versão semelhante a que vai nascer, porém menor. Todas as suas características faciais estão formadas, o cabelo está crescendo e ele está agindo como um bebê, ou seja, ocasionalmente chupará o polegar, entre outras travessuras;
  • Os batimentos cardíacos do bebê estão ficando mais fortes e podem ser ouvidos através do bom e antiquado estetoscópio. Peça para ouvir na sua próxima consulta pré-natal! Até a 21ª semana, a medula óssea fetal começa a criar células de sangue (leucócitos, também conhecidos por glóbulos brancos) feito anteriormente pelo fígado e baço. Isto pode não parecer excitante, mas é uma boa notícia;
  • O líquido amniótico, que tem sido o colchão do seu baby, agora tem, também, outro propósito: Seu bebê pode usá-lo para a "prática" de deglutir. Sim, isso soa nojento (tal como muitos outros aspectos da gravidez), mas é um passo importante para o seu bebê, desta forma ele será capaz de deglutir assim que estiver no mundo real. O seu bebê já estava engolindo líquido amniótico por um tempo, mas agora, finalmente, os intestinos estão desenvolvidos o suficiente para que ele absorva pequenas quantidades de açúcar, contidas no líquido amniótico. O especialistas acreditam que engolindo o líquido, permite o amadurecimento do sistema digestivo e condiciona-o a funcionar corretamente após o nascimento. E ser capaz de digerir o açúcar é efetivamente importante em todas as fases da vida. Ele também absorve água e cria restos que serão mandados para o intestino grosso;
  • A medida de seu bebê esta semana, da cabeça ao bumbum, deve estar em torno de 18 centímetros. O peso dele (ou dela) é de aproximadamente 310 gramas.

Sua vida

Oferecer um quarto lindo ao recém-nascido, que será a alegria da casa, é o sonho dos pais, mas a decoração do quarto merece atenção especial. Além de beleza, é preciso ficar atento à segurança. A euforia da chegada do bebê leva os pais a cometerem exageros: muitas cores, bichos de pelúcia, roupas, brinquedos e móbiles enfeitam e dão um ar gracioso ao local; porém, podem comprometer a saúde e a segurança do neném.

Para evitar riscos, são necessários alguns cuidados, começando pelo berço; afinal, é local em que seu bebê passará a maior parte do tempo. O espaço adequado entre as barras varia entre seis e sete centímetros e meio, para evitar que a criança prenda a cabeça. Lençóis e cobertores precisam permanecer presos ao colchão.

Até dois anos de idade, o bebê não necessita de travesseiro. Conforme Regina Maria Caatucci Gikas, pediatra e presidenta do Departamento de Segurança da Sociedade de Pediatria de São Paulo, não há obrigação de protetor lateral no berço; no entanto, se os pais quiserem, não há problema, desde que sejam simples e sem babados, justamente para evitar asfixia. Mosquiteiros apenas no caso de serem fixados no teto, a fim de não dar a change do bebê pendurar-se no suporte.

O móbile também integra a decoração; ele enfeita e é estimulante visual e motor para o recém-nascido. Contudo, a pediatra alerta: "É necessário colocá-lo a uma altura que o bebê não alcance, partes do brinquedo podem se soltar e serem engolidas".

O acúmulo de poeira é outro ponto importante. Para garantir a saúde da criança, mantenha-a livre da poeira, estimulante de doenças respiratórias. Substitua bichos de pelúcia pelos de pano, que têm o mesmo apelo visual e são simples de lavar.Opte por persianas de PVC e esqueça as de tecido, que acumulam pó. No chão, piso de vinil e tapete de borracha colorida, de manutenção simples, são ideais. Revestimentos de tecido nas paredes são difíceis de limpar e despertam alergias.

O que você está pensando...

"Caramba, até minha lingerie está pequena!"

Faz bem comer...

Você deve ingerir vitamina com laranja e banana, pois tem vitamina C, potássio e cálcio, essenciais para a mamãe.

É bom saber...

A Cromoterapia é uma técnica milenar chinesa que aplica as cores para instituir o equilíbrio e a harmonia do corpo, da mente e das emoções. Não há cor melhor ou pior, apenas a cor certa para cada objetivo.

No quarto do bebê, a escolha das cores evita problemas como hiperatividade, relata Etles Maziero, psicoterapeuta e terapeuta corporal. "Certa vez, determinada mãe me procurou porque não conseguia dominar a inquietude do filho. Pedi-lhe descrição detalhada de hábitos e da decoração do quarto da criança. Havia excesso da cor laranja, provocando a estimulação constante. Sugeri-lhe que a substituísse pelo azul-claro. A mãe acatou e o problema se resolveu naturalmente".

A psicoterapeuta sugere que o quarto seja decorado com cores pastéis, como azul, verde, lilás, rosa, pêssego e branco. Não é recomendável usar cor com pigmentos amarelos, que são estimulantes, assim como ocorre com o vermelho e o laranja. Num ambiente com estímulo visual e colorido demais, o bebê tende a ficar hiperativo, a ter dificuldade para dormir e a ficar irritado. O preto, o marrom e o cinza também não são indicados, pois, são cores frias e não aconchegantes. "É importante os pais lembrarem que estamos em um processo de evolução grande, a criança já nasce muito ativa visualmente e só nos primeiros dias ela não fixa o olhar. A composição do quarto precisa ser harmônica, pois este ambiente não será usado somente no primeiro mês", conclui a psicóloga.

Futuro papai

Com o segundo trimestre mais fácil, é um bom momento para o casal refletir junto. O primeiro trimestre já é uma memória,  e o "pesado" terceiro trimestre está por se iniciar. Portanto, trata-se de um bom momento para fazer uma viagem; de férias, por exemplo. Cheque com o médico de sua mulher se realmente vocês podem viajar.

Procure o nome de um hospital próximo do local onde passarão esses dias de descanso. Se precisar de um médico, já saberá onde encontrar um. Caso seja uma viagem longa, evite ficar dentro do carro numa mesma posição, pois é incômodo para a mamãe e para a pessoinha que nascerá em breve. Pare o veículo a cada duas horas para se alongar e melhorar a circulação.

Ah, após o parto, recomenda-se um período de abstinência até se recomeçar a vida sexual, aproximadamente de 4 a 6 semanas. No entanto, muitos casais têm relação bem antes disto. Você deve entender que sua mulher pode apresentar menos desejo sexual devido a alterações hormonais, com o aumento da prolactina, também pela exaustão do pós-parto e pelos cuidados iniciais com o bebê.  Melhor você ir pensando no assunto desde já!


Grávida por 21 semanas
(contando do primeiro dia do último periodo menstrual)

Assine o informativo

Informativo bi-semanal dos novos artigos do site
captcha